.

Mestrado no Mercosul

Muitos brasileiros que desejam fazer um mestrado têm encontrado em universidades dos países que formam o Mercosul uma ótima alternativa. Por diferentes fatores, dentre profissionais e pessoais, esta é a melhor opção para muitas pessoas, seja pelo tempo, insuficiente para conciliar trabalho e estudos, ou financeiro, já que, na maioria das vezes, fazer o mestrado fora do país é mais viável economicamente. Na maioria dos cursos oferecidos as aulas são ministradas em períodos de férias escolares brasileiras, janeiro e julho, e são concluídos em dois anos.

Assim como em qualquer universidade brasileira o candidato ao curso deve passar por um processo seletivo onde seu currículo será avaliado e ele passará por uma entrevista pessoal. Se aprovado é necessário a apresentação de alguns documentos, e o diploma de graduação feita no Brasil é um deles e deve ser reconhecido pelo governo brasileiro. Este processo é feito no Ministério das Relações Exteriores (MRE), Brasília, e o candidato pode fazê-lo pessoalmente ou enviar a documentação pelo correio. Neste caso o prazo para devolução e de 60 dias, por isso fique atento aos prazos para entrega dos documentos na universidade.

Um mestrado feito nos países do Mercosul fica em torno de vinte mil reais, mas o aluno deve arcar com outras despesas, como passagens aéreas, alimentação e estadia. O primeiro passo a ser tomado por quem deseja fazer um mestrado no Mercosul é pesquisar sobre as universidades e os cursos oferecidos, ver se a grade curricular e o curso acrescentarão algo no seu currículo e ponderar todas as decisões.

Assim como no Brasil, ao fim do curso o aluno deverá apresentar o trabalho a uma banca examinadora. Com o diploma em mãos, ao retornar ao Brasil, o diploma deverá ser revalidado, em uma instituição com  o mesmo curso ou curso afim. Para fins de docência existem várias  Instituições de ensino que promulgam RESOLUÇÕES INTERNAS CORPORIS para que possam admitir os títulos em seus âmbitos internos, sem nenhuma necessidade de revalidação. Ex: UFCE, UFPB, UFSM, UFGO, UFMG e IFES.

Com tantas facilidades para fazer um mestrado fora do país essa é a chance que muitas pessoas têm para aprimorarem suas habilidades profissionais de alcançarem posições melhores no mercado de trabalho, seja dentro da própria empresa ou em outras oportunidades.

Fonte: Mundo Graduado